domingo, 13 de setembro de 2009

O novo "membro" da família

É uma verdadeira pena ter lástima de alguém, aliás, ninguém deveria ser merecedor de pena.
Mas, tem sujeitos que não tem jeito, acabam ficando queiram ou não em situação deprimente.
O caso do meu amigo Onofre, com apenas vinte e seis anos já estava começando a conhecer o cruel território da “brochura”.
Terra árida, infértil e dolorosa.
Quem passou por esse escangalho, quem finalizou o seu convívio com a “ditadura” sabe bem do que estou falando.
Mas, bem o Onofre?
Considerado pelo mundo feminino como um vencedor, cheio de simpatia, cordialidade, vigor, machão acima de qualquer suspeita, um verdadeiro “demolidor”
Com a sua agenda pessoal lotada de encontro pelos próximos seis meses, de menininhas que queriam virar mulher em suas mãos, pois confiavam em seu caráter másculo e principalmente discreto.
Pois ele não contava esses pormenores nem aos seus amigos íntimos.
Isso lhe garantia uma supervalorização, junto com sua estampa varonil, junto ao mundo feminino.
Ele era um verdadeiro e temeroso domador de feras, ou mais ainda, encantador de aranhas.
Aquele homem perfeito, que nem eu, ou vc gostaria de ser.
Tal vez foi o “desgaste natural de materiais” ou tal vez Deus ficou desconforme de dar tanta virtude a um homem só e decidiu agir.
Ele tinha sido sempre vitorioso nas conquistas amorosas, grande galanteador, bravo touro reprodutor, conhecido garanhão das solteiras, um macho super turbinado, íntimo de todas as vizinhas com rostinho de “mamãe quero ser puta”
E de pronto cai numa fase nada aconchegante para um ser humano e menos ainda para um homem.
Temeroso de ser chamado de “fracote”, de ser dispensado pela galera feminina ou levar algum chifre de alguma futura candidata, não deu outra.
Ficou acometido por uma angústia insuportável, a incerteza o consumia, em fim como dizia o meu avô, “Homem tem que ser homem” sábias palavras que influenciaram demais a minha vida, nunca esquecerei, o Onofre foi consultar um especialista sexólogo.
Após um minucioso exame, o médico, num gesto até piedoso digamos, balançando a cabeça de forma negativa indicando um “não, não”, acabou a consulta e disse ao infortunado paciente:
-Olha meu amigo, tenho duas notícias para te dar, uma boa e outra ruim, qual você prefere primeiro?
-Mas doutor, eu não sei.............. Bem, manda a boa primeiro.
-A boa é que tu não vais comer mais ninguém em tua vida.
-Doutor?!! Essa é a boa?!!
Então nem precisa falar a ruim, vou me embora sem saber, será melhor assim.
-Pera ai, tu sofres dum mal raro, incurável e deformante.
-O que significa isso doutor?
-Chamamos isto de RIP em medicina, meu amigo.
-RIP? Requiem In Pace? É isto mesmo doutor?
Descanse em paz?
-Algo parecido, o resultado é o mesmo, é a Redução Irreversível Peniana.
-E agora doutor, será melhor eu comprar uma corda?
-Vamos devagar meu amigo, a vida continua, e pode ser tão prazerosa com sexo como sem ele.
-Pro senhor sim, mas eu tenho vinte e seis anos, só.
-Vou te receitar uns hormônios que aumentarão a tua testosterona rapidamente.
-Sim doutor e enquanto ao tamanho?
-Ai serei mais intuitivo e menos radical, te recomendarei um especialista hindu, que já ouvi dizer que faz milagres.
-Só um milagre para me salvar?
-Calma amigo, nestes momentos vc precisa de muita calma e tranqüilidade.
-Eu sei doutor, quando morreu um amigo meu me disseram a mesma coisa.
-Bem, a situação é a mesma agora.
-Ele está morto?
-Olha seu Onofre, você acredita em milagres?
-Doutor, me dá o endereço desse hindu.

Uma vez fora, já decepcionado, com a receita de hormônios no bolso, Onofre se dirige à procura do seu salvador.
Lia-se na placa Dr. KARMAAKI – EPECIALISTA EM ALONGAMENTOS.
Lá entrou nosso amigo, se apresentou, explicou o problema e conversou um bom tempo com o especialista.
-Que bom que o Sr. tem doutorado nisso, assim fico mais tranqüilo.
-Ah, você disse pelo Dr?
Não sou formado não, aquilo é abreviatura de Dourival.
Onofre engole seco, e pensa, já que tô na dança o jeito é dançar.
-E ai Doutor, digo, Dourival, o que o senhor me recomenda?
-Olha temos um tratamento padrão para estes casos, algo bem natural, sem remédios.
-É mesmo? E o que devo fazer então?
-Você arruma uma cordinha, três pedras e tens que ficar de pé uma hora por dia.
-Coisa estranha Dourival e que faço com a corda e as pedras?
-O mais simples, amarras primeiro dia a pedra menor, de um quilo no barbante e a outra ponta no amendoim.
-No “amendoim” Dourival?
-Sim, vamos por um nome adequado nesse seu bigulin.
Ai ficas de pé, pernas abertas e a pedra menor pendurada por uma hora.
Depois pegas um dia de descanso, no dia seguinte aplicas a pedra de dois quilos por uma hora.
Mais um dia de descanso e finalmente colocas a pedra de cinco quilos amarrada e pendurada.
Mas Dourival, será que vou agüentar?
Estou-me referindo ao meu “amigo”
-Agueeeeeeenta sim!!!! E funciona, eu garanto.
Já vi cara que depois do tratamento nunca mais precisou comprar cinto na vida!!
-Meeeeeeeeemo??????

Lá foi o Onofre, comprar o hormônio, a corda e arrumar as pedras.
Após uma semana de tratamento, o meu amigo já tinha virado um bicho, começou a crescer pelos em lugares bem impróprios, impossíveis de acreditar, aonde nunca deveriam existir.
A libido trabalhando a mil por hora, só de olhar para o buraco da fechadura na porta, já ficava excitada.
Pensou bem, nem vou sair na rua até acabar o tratamento, pareço um cara com a perna engessada, vou até passar vergonha por ai.

Quando de pronto recebe a visita de uma amiga íntima, que sem saber do problema se apresenta com a intenção de um encontro amoroso.
Onofre tenta se sair bem na empreitada, só que exige uma condição, luzes apagadas, na mais completa escuridão.
Seria mais romântico ele disse.
A namorada achou algo estranho mais acabou concordando, no fim, o que tinha a perder?
Onofre se esforçou para ser o mais normal possível.
No fim do serviço, se sentiu mais leve.
Muito mais do que comumente acontece.
Estranhado, vai até o banheiro e repara:
-Meu Deus, cadê o meu amiguinho?
Tinha sumido que nem por obra de mágica.
Nem o David Copperfield ou Mister M teriam feito melhor.
De imediato, apavorado, liga para o seu médico especialista:
-Doutor!!!! Aconteceu o pior!!!!
O Juninho simplesmente “sumiu”
E agora doutor o que faço?
-Bem Onofre, quando eu te disse que tinha duas noticias para te dar, você não quis escutar a segunda, e aí está, agora nem mais preciso te contar, você já sabe.
Terás de te acostumar a viver com “um dedo a menos”
-E como vou ser feliz desse jeito?
-Olha meu amigo tem cara com um dedo a menos que até virou presidente!!!!
-Eu sei doutor, mas, este meu é o principal!!!!
-Vai pensando em um transplante Onofre.

Até que um tempo depois ele caiu nas mãos de um especialista e conseguiu um transplante que melhorou a sua vida.
Depois de muito sofrimento tudo se encaminhou para a normalidade.
São peças que o destino nos prega para superarmos, para fazermos melhores.
Ainda bem quando tem um final feliz.

Parabéns Onofre, por ter realizado o teu sonho.
E bem vindo! A este novo “membro” da família.

Enrique Andres
Obs.) Senhores, não tentem fazer isto em casa pode ser perigoso para vossa saúde.

4 comentários:

everaldo disse...

Maravilha...só voce mesmo para criar e escrever um texto deste.

SIMEI disse...

Grande Enrique!

Você acaba de criar uma grande obra, você sabe que gosto do seu jeitão de se expressar..... Parabéns.

Meu querido, sobre decisão de afastar temporáriamente do Balaio, eu fico triste. Porem tenho que respeitar sua decisão, sei que você não tomaria essa decisão se não tivesse um bom motivo. Respeito e digo: Se da minha parte eu puder fazer alguma coisa, pode contar comigo. Se o seu silêncio for a solução, que o fassa, mas nunca esqueça desse seu amigo aqui do norte pra o ki der e vier.....

Alem do mais, amigos "motoqueiros ou motociclistas" são também para totas as horas... (rsrsrs)

Bejão meu amigão....

Aliz - jornALIZta disse...

Enriqueto,
saudade, saudade, saudade!
O que anda fazendo de tão misterioso que parou de atualizar seu blog?
Bem, qualquer dia desses te ligo, porque não estamos nos encontrando no Boteco, né?
Te adoro!
Beijos

Sampa disse...

hoje tirei um tempinho para visitar os blogs dos grandes botequeiros e passei por aqui...Você sabe que adoro as suas "conversas" naquele espaço e sentir que você realmente tem um texto muito gostoso de se ler.Parabéns...

Meu cartão

Quem sou eu

Minha foto
Alguns me acham diferente, tal vez porque não frequento igrejas, me comunico direto com Deus. Outros afirmam que tenho muita beleza, interna claro. Baixo colesterol, alta testosterona, pressão normal, coração a mil, sempre pronto para amar, dosse altas de carinho, uma alma receptiva e nobres sentimentos.Que beleza!!! E vocês ainda querem que eu seja bonito? Mas que covardia. Sou pelo menos "interessante" Como broche de ouro, a minha mania de fazer amigos, com pessoas simples, assim como você e outros tantos que alimetam os meus sonhos, o meu ego, compartilham os meus momentos, me fazem rir e até chorar. E nesta troca de sentimentos desfrutamos juntos as nossas emoções que é o alimento de nossa vida espiritual. Agradeço a sua visita, a sua companhia. Leiame e por favor......me ensine algo, enriqueza a minha vida, adoro muito aprender. Bem vindos aqueles que sabem conjugar em todos os tempos o verbo "AMAR"

Paradas legais

Seguidores