domingo, 2 de agosto de 2009

Um mal entendido - Conto

Numa cidade no interior de Pernambuco, mais exatamente, em Petrolina, aconteceu uma historia inusitada que agora vou relatar.
Era a Jussara que conheceu o João Petrofilho e levou para casa apresentar ao pai dela para formalizar o namoro. Isso foi no tempo que se amarrava cachorro com lingüiça.
Hoje em dia é diferente, a moça apresenta o filho primeiro depois o namorado.
Acontece que a Jussara entra primeiro e fala para a família toda.
-Gente trouxe o meu namorado o JOÃO PEDOFILO para apresentar a vcs e conversar com o papai.
-O que!!! Disse o pai, eu conversar com um pedófilo!!??
Deus é mais, quero esse cara fora daqui!!
-Calma papai, escuta o que ele tem a dizer
A mãe insiste, -É Josival, dá um pouco de atenção.
-Quero distância dessa raça ruim!!
Ai o João entra e vê todas as caras longas, tristes e pensa que alguma coisa aconteceu, mas não se importa e cumprimenta a todos : -Boa tarde gente!!!
O pai já vai respondendo: -Nem tão boas.
O João estica a mão para se apresentar e fica com ela abanando, o pai nem corresponde.
Então o pai começa.
-Quer dizer que você e o tal né?
-Sou eu mesmo sim Sr. Josival
Bem, eu não gosto de suas atitudes nem um pouco já vou avisando e se quiseres namorar a minha filha tens que mudar o comportamento.
-Mas seu Josival, eu sou um rapaz de bem, trabalho, gosto de todo mundo.
-E gostas de crianças?
-Adoro seu Josival
-Já imaginei isso mesmo.
Olha ta vendo esses dois meus filhos caçulas ai?
-Tô vendo sim seu Josival, crianças bonitas, qualquer dia vou levar elas em casa para brincar vídeo game ou levar lá em Juazeiro que tenho uma casinha e brincar na beira do São Francisco, tomar banho juntos.
-Mas tenta só, disse Josival, vais levar o Capeta, o Satanás que tu vais levar, se chegares perto menos de dez metros dos meus filhos tu viras porco capado!!!
-Só se não existir o meu padrinho padre Cícero aqui por perto pra ele me impedir.
-Tenta só seu pedófilo de uma figa e te enquadro já já, te levo pro meu serviço e tiro algumas fotos de você.
-Não estou entendendo, disse o João, não chegar perto dos seus filhos, tirar fotos, que tipo de fotos?
-Trabalho na penitenciaria do estado seu coisa à toa, vou tirar fotos de frente e de perfil, você assegurando um número no peito.
-Mas parece que vou ser fichado, por que? Não fiz nada de errado?
-Gente como você, disse o Josival, se não fez vai fazer logo.
Já foste preso alguma vez?
-Não seu Josival
-Já tratou-se com psicólogo?
-Também não senhor.
-Gostas do Michael Jackson?
-Sim adoro
-Já imaginei
-Não entendo tudo isto, venho aqui na paz, pedir a Jussara em namoro e vcs me atiram pedras por tudo lado.
Vamos ver, Jussara, o que foi que você disse antes de eu entrar aqui?
-Ah, falei, família vou apresentar o João Pedófilo.
-Aí que está o problema, o meu nome não é pedófilo e sim Petrofilho.
-Mas por que esse nome esquisito? Indaga o pai.
-É que eu, nascido em Petrolina e sendo filho da cidade meu pai achou por bem colocar Petrofilho, ou seja, filho de Petrolina.
É que a Jussara não soube se expressar bem.
-Quer dizer que vc não é pedófilo meu filho?
-Que eu saiba não.
-Então vamu conversar de homi pra homi, pur favô, saia tudo mundo da sala que nos vamu ter uma cunversinha.
Diz ai seu pederasta, não desculpa, seu pedófilo
-Não senhor, sou o Petrofilho;
-Tá bem, que seja, mas, você ganha o suficiente para sustentar uma família?
-Acho que sim
-Entenda bem, quando eu disse uma família quis dizer eu, minha mulhê, meus dois caçulas e a Jussara.
-Bem, ai eu não sei não.
-Não sabes não meu fíi? E quanto tu ganhas por mês?
-O que eu ganho no momento são dois salários mínimos.
-KKKKKKKKKKKKKKK, dois salários mínimos?
KKKKKKKKKKKKKKKKKK, isso não dá nem para a Jussara comprar papel higiênico para limpar a bunda.
-Sinto muito seu Josival, então vou tentar ganhar mais um pouco e volto para falar com o senhor uma outra hora.
-Vai em paz seu Petro alguma coisa.
Na saída a Jussara aguardava ansiosa o término da conversa, imaginando que daria tudo certo.
E quando vê o João, pergunta toda feliz:
-E aí Joãozinho, o papai aceitou?
No que o João responde com um ar de fúria misturado a raiva e frustração,
-SUA CAGONA!!!!


Enrique Andres

5 comentários:

uai, mundo? disse...

Meu amigo Enrique, você é magnífico! Que conto inusitado mais danado de bonito! Envolvente do início ao fim e surpreendente no desfecho, além de muito hilário. Gostei demais! Obrigado também pela visita lá no meu cantinho. Um forte e fraterno abraço, paz e bem.

SIMEI disse...

Enrique!

Parabéns, muito bonita sua Crônica. Tô vendo que leva geito para a coisa!!!

Abraços..

Aliz disse...

O Cacá tem razão, sua crônica prende do começo ao fim. E, é claro, é muito engraçada. Você é um figura, meu querido Enriqueto Motoquento!

Beijos

Anônimo disse...

Genial post and this post helped me alot in my college assignement. Thanks you seeking your information.

Anônimo disse...

Opulently I assent to but I dream the brief should have more info then it has.

Meu cartão

Quem sou eu

Minha foto
Alguns me acham diferente, tal vez porque não frequento igrejas, me comunico direto com Deus. Outros afirmam que tenho muita beleza, interna claro. Baixo colesterol, alta testosterona, pressão normal, coração a mil, sempre pronto para amar, dosse altas de carinho, uma alma receptiva e nobres sentimentos.Que beleza!!! E vocês ainda querem que eu seja bonito? Mas que covardia. Sou pelo menos "interessante" Como broche de ouro, a minha mania de fazer amigos, com pessoas simples, assim como você e outros tantos que alimetam os meus sonhos, o meu ego, compartilham os meus momentos, me fazem rir e até chorar. E nesta troca de sentimentos desfrutamos juntos as nossas emoções que é o alimento de nossa vida espiritual. Agradeço a sua visita, a sua companhia. Leiame e por favor......me ensine algo, enriqueza a minha vida, adoro muito aprender. Bem vindos aqueles que sabem conjugar em todos os tempos o verbo "AMAR"

Paradas legais

Seguidores